terça-feira, 7 de julho de 2015

Vai para o Uruguai? Não perca nossas dicas

Hoje publicamos nosso último pacote de dicas da nossa viagem ao Uruguai. E fazemos isso com o coração repleto de saudades, mas também com o dever cumprido, afinal ficamos apaixonados pelo paisito. Pequeno no tamanho, mas enorme na simpatia e receptividade do seu povo.



Esperamos que gostem tanto quanto nós amamos.



DINHEIRO

Adivinhe qual é o nome da moeda do Uruguai? Sim, ela também se chama peso, tal qual na Argentina, Chile e Colômbia (e também na Bolívia até 1986).

Está disponível em notas de 20, 50, 100, 200, 500, 1.000 e 2.000 pesos, e moedas de 50 centavos e 1, 2, 5 e 10 pesos.




É importante você saber que pode ter dificuldade para trocar notas maiores que $u 500, principalmente em pequenos estabelecimentos. Recomendamos que peça notas menores nas casas de câmbio ou saque valores quebrados (ex. $u 1.950 ao invés de $u 2.000). 

Qual moeda levar

Em relação à qual moeda levar, se dólares americanos ou Reais, a diferença entre as duas opções é pequena (favorável ao Real). Porém, fique atento que a diferença aumenta à medida que o dólar americano encarece aqui no Brasil, pois o Real não desvaloriza na mesma proporção lá no Uruguai. Portanto, recomendamos que simplifique sua vida e leve Real

Há boa quantidade de casas de câmbio nas cidades mais turísticas do Uruguai. Todas que operamos aceitavam o nosso Real. 

Não recomendamos usar seu cartão de débito para sacar pesos uruguaios diretamente na sua conta corrente do Brasil. Além do IOF (6,38%) e da tarifa do banco cobrada por transação, você ainda vai pagar pela cotação oficial aqui no Brasil em duas conversões, uma do peso para o dólar e outra do dólar para o Real. Perde-se cerca de 10% com a brincadeirinha.

Lembramos que também incide o famigerado IOF de 6,38% nas compras no cartão de crédito efetuadas fora do Brasil. A boa notícia é que nem tudo é ruim na sua utilização no Uruguai (vide próximo tópico). 

Outra opção para viagem ao exterior é o cartão pré-pago, mas ela ficou cara após a extensão do IOF. Devido à combinação do imposto com a taxa da operadora de câmbio e a cotação de troca de moeda, sai até mais caro que o cartão de crédito. A única vantagem é a segurança de não precisar carregar papel-moeda.

Quando foi necessário mencionar custos nas publicações sobre nossa viagem para o Uruguai, utilizamos a cotação média de todas as trocas que fizemos: $u 7,60 por Real.

Obs.: Alertamos que todas as cotações aqui informadas são pertinentes a março/2015, portanto é importante que o leitor verifique novamente na data de sua viagem.

Lei de incentivo ao turismo

Anote esta dica que ela é preciosa: desde o início de 2013, o Governo do Uruguai reedita anualmente uma lei (vence em 31/07/2015, mas deve ser renovada) que devolve parte do IVA recolhido em restaurantes e locadoras nas compras feitas no cartão de crédito ou cartão pré-pago. Isto mesmo, você não entendeu errado: eles devolvem dinheiro para você! Atualmente o IVA uruguaio é de 20% e eles devolvem 18,5%, o que ultrapassa bastante os 6,38% que você vai pagar de IOF. O crédito é feito diretamente na sua fatura do cartão de crédito, sem burocracia alguma.

Em relação aos hotéis, esta mesma lei os isenta integralmente do IVA, portanto não há benefício para pagamento com "dinheiro de plástico". 

Também estão isentas as compras efetuadas em lojas com a identificação "tax-free", mas a loja deve preencher o formulário de isenção e você deve apresentá-lo na sua saída do país.

Gorjetas e cubiertos

É de praxe deixar 10% de gorjeta em bares e restaurantes. Você será perguntado ao pedir a conta se a propina pode ser incluída ou não. Fique à vontade para não pagar se for mal atendido.

Em relação ao táxi, bastam alguns pesos a mais de gorjeta.

Algo que encarece a conta dos restaurantes é o cubierto. Ele é cobrado pelo pão servido como entrada. É igual ao que chamamos de couvert aqui no Brasil.


COM OU SEM GUIA DE TURISMO

O Uruguai é um país de fácil locomoção com estradas de boa qualidade e povo muito receptivo. Seu sistema de transporte também favorece a movimentação por todo o território, seja de ônibus, barco ou avião.

Se você se dispuser a gastar um pouco de tempo para planejar sua viagem não terá dificuldade em viajar por conta própria no Uruguai. Nós dispomos de bastante informação para te apoiar nas três cidades mais turísticas do país: Montevidéu, Punta del Este e Colonia del Sacramento.



ALUGUEL DE CARRO

O Uruguai é um país fácil de dirigir, mais ainda usando um GPS. As regras de trânsito são parecidas com as brasileiras e as estradas são muito melhores.

Entretanto, há algumas regulamentações básicas que vale à pena você ficar atento. A primeira é que a velocidade máxima nas estradas é de 90 Km/h. Outro ponto bastante fiscalizado e motivo de problema é a exigência de manter os faróis ligados nas cidades e estradas, mesmo durante o dia. Por último, não se esqueça de acender o pisca-alerta quando estiver manobrando o veículo para estacionar. 

Outra diferença sutil é a ausência da placa "PARE" nos cruzamentos. A prioridade é de quem chegar primeiro a ele.

Em relação à documentação necessária para alugar um veículo, você precisará apresentar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e um cartão de crédito com saldo suficiente para a caução, como em qualquer lugar do mundo. Nós tiramos a PID (Permissão Internacional para Dirigir) por precaução, mas nunca nos solicitaram para alugar carro em nenhum país da América do Sul. Vale dizer que também nunca fomos parados pela Polícia Rodoviária fora do Brasil.

Ah, por falar deles, a Polícia Rodoviária Uruguaia é bastante exigente, portanto, ande na linha!


SAÚDE

Não é necessário tomar vacinas para viajar para o Uruguai. 


Em relação ao seu sistema de saúde pública, ele funciona razoavelmente, mas não é gratuito para estrangeiros. Para evitar surpresas desagradáveis, sempre aconselhamos ao leitor que faça seu plano de assistência médica antes da viagem. 

A água é de boa qualidade e própria para o consumo na maioria das cidades.


SEGURANÇA


O Uruguai é um dos países mais seguros da América do Sul, mais até do que muitos países tidos como "desenvolvidos". Eles também recebem muito bem seus turistas. 

Entretanto, é sempre importante ter atenção aos seus pertences, pois, em qualquer lugar do mundo que a gente vá, existirá alguém à espreita de uma distração para se aproveitar. 

Se estiver em Montevidéu, recomendamos uma atenção especial na região do porto, pois é onde se tem mais reclamações de furtos e assaltos. 


VISTOS


Como membro fundador do Mercosul, o Uruguai não exige vistos nem tão pouco passaporte para brasileiros que permaneçam no país por até 90 dias. É possível entrar no país usando a RG (Identidade), desde que ela tenha menos de 10 anos e esteja em bom estado. Menores também devem apresentar a RG. 


Infelizmente a nossa CNH (Carteira Nacional de Habilitação) não é aceita para ingressar no país. 

Se você não for brasileiro recomendamos que consulte o seu consulado para mais informações.



Veja também nossas publicações de dicas específicas de Montevidéu e Punta del Este.

Acompanhe outras publicações da nossa viagem pelo Uruguai e Argentina.




#Uruguai #Uruguay

5 comentários:

  1. Olá amigos!!
    Muito obrigada pelas dicas valiosas!
    Vou para o uruguai daqui a dois dias e ja preparo esta viagem ha dois meses. Fiz reservas,calculos e procurei reunir o maximo de informações para que minha viagem seja tranquila. So gostaria de dar uma outra versao dos cubiertos que encontrei em outro blog de uma brasileira que vive no uruguai(pena não me lembrar mais o nome) e esta dizia que os cubiertos são na verdade,uma cobrança pelo serviço de mesa como guardanapos,pratos,taças e talheres (a tradução de cubiertos eh talheres). Enfim cobra-se prevendo o desgaste pelo uso e a reposição dos itens que compõem a mesa.
    Alguns estabelecimentos não cobram o que eu acho ótimo porque cá entre nós,esta taxa eh bem indigesta.
    Abraço,
    Gisele Santana Ladeira
    Blog Bem Amarradinho Macrame

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada Gisele, obrigado pelos comentários!

      Excluir
  2. Vocês ainda não visitaram Foz do Iguaçu? Gostei tanto do site. Gostaria muito de dicas sobre Foz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Genésia, nós fomos a Foz do Iguaçu em 2012, antes do Bora pra lá comigo.
      Esperamos em breve voltar pra lá, pois é um dos lugares do Brasil mais legais pra conhecer.

      Excluir
  3. Olá viajantes ! Estou indo para o Uruguai agora em maio , dia 05 , Vou ficar 9 idas por lá . Muito boas as dicas do site . Principalmente pra mim que faço a minha primeira viagem fora do Brasil .

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...