segunda-feira, 4 de maio de 2015

Nosso roteiro de três dias em Punta del Este, Uruguai


Se você acabou de pensar "o que uma foto da Grécia está fazendo numa publicação sobre Punta del Este", temos muita satisfação em te dizer que a foto é da Casapueblo, em Punta mesmo. 

Achou bonito? Então aproveite o roteiro de três dias que trazemos pra vocês em primeira mão. 

E se você achava que #PuntadelEste era só balada, irá descobrir uma cidade muito arrumadinha, 40 Km de belas praias (apesar de frias), bons restaurantes e um povo cheio de simpatia. Ah, e ainda dá pra fazer uma fezinha no Cassino.


Elaboramos também uma publicação exclusiva de dicas sobre Punta. Confira.


Dia 1



Nada como começar o dia em dois dos lugares mais marcantes de PuntaEl Faro e a Iglesia La Candelaria. Eles ficam quase na ponta da Península, onde o Rio de la Plata se junta com o Oceano Atlântico

O farol foi construído em 1860 para orientar os barcos vindos pelo Rio de la Plata ou pelo Oceano Atlântico. Possui 45 metros de altura.



A Igreja é a mais importante de Punta, apesar de pequena (é conhecida também como Parroquia). Quando estivemos lá, estavam fazendo os preparativos para um casamento.



Continuando nosso passeio, desça no sentido oeste em direção à Playa de los Ingleses. A praia se chama assim por causa de um grupo de ingleses que costumava tomar chá da tarde enquanto olhava para o mar, lá no começo do século XX.




Prosseguindo em direção à Playa Brava, você chegará à Playa El Emir. Ela é bastante procurada por surfistas graças às suas enormes ondas. Há também uma imagem bem visitada de Nuestra Señora de La Candelaria.



Playa Brava faz jus ao seu nome e por isso não é o local mais recomendado para tomar banho de mar. Ela começa na mundialmente conhecida escultura La mano en la arena construída em 1982 pelo artista chileno Mario Irarrázabal. É um dos lugares mais icônicos de Punta.



Prossiga pela linda Rambla Lorenzo Battle Pacheco em direção ao Arroyo Maldonado. Aqui termina La Brava e começa a praia La Barra com sua Puente Leonel Vieira, ou simplesmente Puente Ondulada. É a única ponte de ondas que eu já ouvi falar (kkkkk). Passar nela dá uma sensação única de diversão, pois é como se estivéssemos de carro numa montanha russa. Estranhíssima, mas imperdível!



Ainda na praia La Barra, encontramos o Museo del mar, de los recuerdos e de los balneários. A entrada custa $u 160,00 (R$21,92).



O museu é, digamos assim, sui-generis. Você encontra esqueletos de baleias, capas de revistas e jornais do século XIX contando a história de Punta, e recordações utilizadas pelos banhistas em todas as fases do balneário. Tudo misturado no mesmo ambiente. Você sabia que nos anos 30 usavam uma cabine pra tomar banho de mar?



Bem do outro lado da rua você vai encontrar o Insectarium. Vou logo avisando que se você tem aversão a besouros e bichinhos do gênero, nem entre. A coleção de insetos empalhados é bem organizada, com legendas em todas as espécies.



La Barra é também reduto das baladas mais bombadas de Punta. É o lugar pra encontrar gente bonita (e pagar bem carinho).

De volta à 
Playa Mansa, siga até o Puerto e procure um lugar para curtir o pôr-do-sol mais bonito de Punta (num quase empate técnico com Punta Ballena). À noite, a região do Puerto é mais frequentada pela turma mais madura, na faixa entre os 35 e 45 anos.



E se estiver com fome experimente um Chivito. Digamos que seja um "sanduiçhão" de carne e mais um monte de coisas.






Dia 2



O passeio que sugerimos para seu segundo dia é conhecer a vizinha Piriápolis, um balneário construído no final do século XIX pelo visionário Francisco Píria. Ela teve seu auge nos anos 30, mas conserva até os dias de hoje parte da beleza da época. 

Experimente caminhar pela Rambla de los Argentinos, onde fica o suntuoso prédio do Argentino Hotel construído em 1930. Não dá para imaginar como era o balneário no começo do século XX?



Bem pertinho do centro da cidade você vai encontrar o Cerro San AntonioA vista de cima é linda! Se preferir é possível subir de teleférico.



Para conhecer um pouco mais da história do fundador da cidade, vá até o Castillo de Píria. Fique atendo ao horário de fechamento pra não perder a hora: 15h45.

Voltando de Piriápolis para Punta del Este, faça uma parada no mirante da praia de Punta Ballena e no exuberante El Museo-Taller CasapuebloParece ou não um pedacinho da Grécia?



A construção branca de nove andares é, além de hotel, ateliê do multi-facetado artista uruguaio Carlos Páez Villaró, falecido em 2014. Villaró era também muito amigo do nosso Vinícius de Moraes.

A entrada custa $u 180,00 (R$24,68). Há um café/restaurante no local e a vista é matadora!

Não perca o pôr-do-sol de Punta Ballena, um dos mais belos de Punta del Este. E se estiver na Casapueblo vai curtir o espetáculo da natureza ao som do Bolero de Ravel com narração de poesias escritas por Villaró.


Pra terminar o dia, vá conhecer o Cassino do Hotel Conrad (parada 4 da praia La Mansa), mesmo que não seja chegado a uma jogatina. Vale à pena nem que seja só como desculpa pra conhecer o belíssimo hotel.





Dia 3



Tire seu último dia em Punta para conhecer as baladeiras Playas Montoya, Bikini e Mananciales. Enquanto a primeira é mais família, Bikini é a praia para ver e ser visto, frequentada por celebridades e tantos outros que os seguem. Isso no verão, é claro.



Se quiser um local mais calminho, siga para um dos mais belos balneários uruguaios, 
José Ignácio. Pequeno e quase exclusivo, ele cresceu em torno do seu farol construído em 1877. É permitido subir no farol para curtir a vista lá de cima.



Com pouca e cara oferta de hotéis, ele se mantém pouco frequentado até no verão. Mesmo assim, vale à pena conhecer pela beleza das suas casas e pela vista da praia. 



Voltando para Punta, siga para o bairro chique de Beverly Hills. Além do lugar ser agradabilíssimo, com muito verde e belas casas, é lá que fica o Museo Ralli



O acervo do museu é bem variado, mas o que mais chamou nossa atenção foi o pátio das esculturas, com obras de artistas contemporâneos diversos, como Botero, Dalí e outros.



Termine seu dia com um chá da tarde no restaurante giratório La Vista ($u 200,00/R$23,40). Não poderia ter um nome mais apropriado.





As ilhas

Para quem se dispõe a pegar barco, uma das atrações de Punta é Isla Gorriti, antigo refúgio de piratasO trajeto dura apenas 15 min (a 2 Km da costa). Na alta estação, os barcos saem a cada 30 min do porto de Punta (na baixa estação sai apenas nos finais de semana, pois fica deserta). Seu principal atrativo é a beleza das suas praias. É programa para uma tarde.

Um pouco mais distante da costa, a cerca de 10 Km, a Isla de Lobos abriga cerca de 200 mil lobos marinhos e pode ser visitada em excursões agendadas (os passeios saem do porto normalmente às 11h00). O passeio dura cerca de 2hs e não é permitido descer na ilha. É a segunda maior colônia de lobos marinhos do hemisfério sul.



Onde ficar

Nós ficamos hospedados no 20 Hotel (localizado na Penínsulae ficamos muito satisfeitos. Reservamos pelo Booking.com, nosso parceiro que nos comissiona pelas reservas feitas a partir do link do blog. Quando escrevemos esta publicação ele tinha nota 8,5 (166 avaliações) e nossa nota foi 9,2



Confira também nossa publicação de dicas para quem vai para Punta del Este.

Acompanhe outras publicações da nossa viagem pelo Uruguai e Argentina.


#Uruguai #PuntadelEste #Punta

14 comentários:

  1. Adorei as dicas! Vou viajar em fev 2017, ficarei dois dias em Punta o que vc me orienta a não deixar de fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo(a) leitor(a), você vai viajar praticamente no auge do verão quando a cidade está repleta de gente bonita e muita badalação. Eu sugiro que você curta a praia durante o dia e no final da tarde vá assistir o pôr-do-sol na Casapueblo ou no cais do porto. Só não se esqueça que o mar é gelado por lá.

      Excluir
  2. Muito bacana,ajudou no meu planejamento para viajar ao uruguai
    Graciad

    ResponderExcluir
  3. Me ajudou muito esse teu blog, parabéns! irei em Março 2017 com a minha esposa. obrigado

    ResponderExcluir
  4. adorei seu blog!!! Vocês dão dicas excelentes aos leitores! Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo elogio, Júnia. Isso é o que nos motiva.

      Excluir
  5. Olá amigos, estou planejando ir em fevereiro, devo alugar carro ou não é necessário? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari, alugar carro em Punta é essencial se você desejar sair do circuito praia/balada. Nós alugamos e não nos arrependemos.

      Excluir
  6. Oiii... muito bacana esse site. Me ajudou para planejar a minha viagem à Montevideo e Punta porém você poderia me infromar algo sobre a segurança em Punta? Ja li que Montevideo é tranquila e Punta? por ser um lugar de badalação fico um pouco preocupada em relação a esse ponto principalmente que viajo sozinha. Desde ja agradeço e parabéns, é lindo o seu site.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana. Obrigado pelos elogios!
      O Uruguai como um todo é um país bem mais seguro que o que estamos acostumados no Brasil. Tenho certeza que você não terá problemas de segurança em Punta.

      Excluir
  7. Adorei as dicas.
    Me diz uma coisa, você locou carro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Genésia.
      Sim, alugamos carro e recomendamos que quem for pra lá faça o mesmo.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...