domingo, 29 de junho de 2014

Bogotá, capital da Colômbia

Já escrevemos no último post que publicamos sobre Bogotá que descobrir os segredos e a alegria do povo Colombiano foi uma melhores surpresas da nossa última viagem.



Agora chegou a hora de trazer para vocês os detalhes das atrações que conhecemos na Capital Colombiana.



Dicas

Confira nossas dicas para quem vai viajar para Bogotá no post especial que fizemos contando um pouco da história da cidade, quanto tempo ficarcomo se localizaronde ficarvistos, vacinas e saúdedinheirotransporte e segurança.



Atrações


Catedral de Sal

Comece sua estada na capital colombiana por uma visita à cidade de Zipaquirá, conhecida como "ciudad de la sal". Embora tenha um centrinho bem pitoresco e arrumadinho, sua principal atração é mesmo a imperdível Catedral de Sal. Reserve um dia inteiro para o passeio.



Como ir

Apesar da sua distância para o centro de Bogotá ser relativamente pequena (aproximadamente 50 Km.), não a subestime, pois o trânsito da capital colombiana é caótico até para nós brasileiros. De táxi a partir de lá, se estiver num dia de semana, você vai demorar aproximadamente 2 horas, das quais mais da metade apenas para sair de Bogotá.

Se você deseja ir de ônibus, siga até a estação Portal del Norte e de lá pegue o micro-ônibus para Zipaquirá.

Nós optamos ir de táxi. Negociamos a viagem por COP160.000 (US$82.00). Converse com o taxista antecipadamente sobre o valor e quanto tempo ele estará disponível. Nós demos uma "esticadinha" até Chia e pagamos COP20.000 (US$10.25) por cada hora excedente. Lembre-se de que vale muito a sua capacidade de negociação.

Chegando lá

Dá pra imaginar entrar num buraco no meio de uma montanha onde décadas atrás havia uma mina de sal e encontrar uma catedral esplendorosa? Então saiba que é essa a sensação quando chegamos ao templo. A razão da construção da catedral foi bem simples: buscar proteção divina devido ao risco à vida de quem trabalhava nas minas de sal.



Se seu esplendor não bastasse, esta é uma das 3 únicas catedrais de sal do mundo (as outras duas estão na Polônia). Esta é na realidade a segunda catedral construída no local (inaugurada em dezembro/1995). A original foi construída no início da década de 50 e ficava mais acima. Foi fechada em 1992 por falta de segurança.

A visita à Catedral custa COP23.000 (US$11.80) e há opção de incluir um passeio pelo centro da cidade ao custo de COP3.000 (US$1.54). Apesar de barato, achamos o passeio perda de tempo e muito sem graça. Vale mais a pena dar uma volta a pé mesmo, assim você pode tirar fotos, entrar nos monumentos etc.

Alertamos que a catedral fica bastante cheia aos domingos e dias santos, quando há uma quantidade muito grande de peregrinos e fiéis. Portanto, é melhor escolher com cuidado quando conhecê-la.

A Catedral


Os 75 metros de percurso da catedral começam em grupos guiados e o passeio demora cerca de uma hora. Após a chegada à nave central, você pode fazer o percurso que quiser e fazer seu tempo de volta.

Após a entrada principal, se dá início à representação dos passos da Via Crucis de Jesus Cristo construídos em pequenos altares de rocha de sal. 



O ápice do passeio está reservado para seu final: a nave principal da Catedral.



Não deixe também de assistir ao show de luzes de led e, para quem não resiste, a comprar umas lembrancinhas. Há algumas que você só encontrará por lá.




Chia

Uma excelente opção de almoço na volta de Zipaquirá é o transloucado restaurante Andrés Carne de Rés localizado na cidade de Chia, bem na metade do caminho entre Bogotá e Zipaquirá. 

Nós visitamos a sua versão "express" que também fica na cidade de Chia, mas que dá apenas um gostinho da sua casa matriz.



Visitamos também a sua filial em Bogotá, o Andrés DC. A matriz está aberta apenas de quinta-feira a domingo.

Aguardem nossa avaliação em breve.


La Candelaria

Dedique pelo menos um dia ao bairro mais pitoresco de BogotáLa Candelaria é onde a cidade mostra com maior vivacidade a força da sua riqueza cultural.

Nosso roteiro pode ser feito em um dia, mas recomendamos que fique mais tempo se tiver disponibilidade, assim você pode curtir-la sem pressa.

Há uma dica importante sobre os museus da cidade: eles ficam sempre lotados durante os domingos, principalmente no último do mês quando a entrada é grátis. Se eu fosse você evitaria visitá-los neste dia. 

Nunca é demais ressaltar que infelizmente não recomendamos a área após o fechamento das lojas e atrações. Entretanto, durante o dia não tivemos tipo algum de problema, muito pelo contrário, caminhamos com muita tranquilidade.



Museo del Oro

O Museo del Oro é talvez a atração mais famosa de Bogotá, e faz jus à fama. Seus três andares exibem mais de 55.000 artefatos representando as principais culturas pré-hispânicas.




O museu está perfeitamente dividido numa sequência lógica, o que facilita muito ao visitante. 

Destaque para a última sala (melhor dizendo, "cofre") do museu.



A entrada é grátis aos domingos e há visitas guiadas de cerca de uma hora de terça à sábado. Para quem quer entender toda a história por trás dos artefatos, é essencial participar de um dos grupos guiados.

Uma das coisas que mais sentimos falta aqui foi de um mapa com um resumo de cada sala. Isso não foi somente no Museo del Oro, foi em praticamente todos os museus colombianos.


Iglesia de La Tercera

La Tercera, La Veracruz e San Francisco ficam bem perto uma da outra. Você pode vê-las bem rapidinho.

A pequena igreja tem como destaque a beleza de seus altares de madeira.




Iglesia de La Veracruz

Conhecida como Panteão Nacional, guarda os restos mortais de alguns dos seus heróis da independência.




Iglesia de San Francisco

Esta é a mais antiga igreja construída em Bogotá, considerando as que sobreviveram à sua conturbada história. Ficou pronta em 1621. 





Observe a grandeza de seu altar principal construído no século XVII. 


Plaza Bolívar

Mesmo sem a beleza e esplendor de sua "irmã" limenha (veja nosso post sobre Lima), a Plaza Bolívar guarda seus atrativos, apesar de quase nada aqui ser remanescente da época colonial (apenas a Capilla del Sagrario). Sendo bem sincero, a praça é uma mistura muito doida de estilos.

Este é o principal ponto de referência do centro da cidade e seu marco-zero.

Aproveite para tirar uma foto com uma Lhama, animal típico do Peru.

Capitolio Nacional

É o centro do poder Legislativo do país. O prédio em estilo neoclássico ficou pronto em 1926.



Palacio de Justicia

Atual sede do poder Judiciário do país, traz à lembrança parte da história sangrenta do país. Suas sedes anteriores foram destruídas pela revolta conhecida como El Bogotazo e durante a invasão do M-19 (veja o post que escrevemos com um pouco da história da cidade). 



Catedral Primada

É a maior Catedral da cidade e provavelmente onde foi realizada sua primeira missa (há controvérsias sobre o assunto). Originária de 1807, é a quarta Catedral construída no local (as anteriores foram destruídas por motivos diversos, inclusive terremotos). 

Pelo seu tamanho e importância, eu esperava mais riqueza na Primada, mas ela tem seu valor.



O túmulo de seu fundador, Jiménez de Quesada, está localizado na sua maior capela.

Capilla del Sagrario

A pequena e bonita capela barroca é a única construção que resta da praça original. 

Aproveite para bater um papo com o simpático guarda que toma conta do seu interior. Ele vai te contar um monte de histórias. 

Não é permitido tirar fotos.


Iglesia Museo de Santa Clara

A Igreja construída no período de 1629 a 1674 é uma das mais ricamente decoradas da cidade. É um dos lugares que não se pode perder, apesar do museu não ter a mesma relevância da sua igreja.

Veja a riqueza do seu altar!



É cobrada entrada de COP3.000 (US$1.54).


Iglesia San Agustin

Por trás do Capitolio Nacional, fica de frente ao Palacio de Nariño.




Palacio de Nariño

É o Palácio Presidencial, sede do Poder Executivo do país. Há exibição de troca da guarda às 16h00 das quartas-feiras, sextas-feiras e domingos. 



Algumas ruas nas proximidades do Palácio (Carreras 7 e 8) ficam bloqueadas pelo Exército, mas são apenas pontos de revistas de bolsas e mochilas. É possível transitar após as barreiras.


Museo Botero

As obras do famoso artistas são exibidas de forma bastante divertida neste que é mais um dos pontos obrigatórios da cidade.



O museu reserva ainda algumas surpresas: obras de outros artistas famosos, como Picasso, Monet, Renoir, Dalí, entre outros.

Há uma ótima dica de restaurante bom e barato quase em frente ao museu: o Mama Lupe. Experimente a Bandeja Paisa, prato típico colombiano (preço COP18.000 / US$9.23). Dá para comer duas pessoas.



Experimente um "divórcio" no restaurante (calma, é só o nome de uma das maravilhosas sobremesas...).


Casa Museo Quinta de Bolívar

Localizado aos pés do Monserrate, a casa construída em 1800 pertenceu ao libertador Simón Bolívar e reproduz em seu interior como ela era na época que ele esteve lá.



Há cobrança de entradas no valor de COP2.000.


Cerro de Monserrate


Um dos símbolos da cidade, o Cerro de Monserrate fica a 3127 metros de altitude e é um dos pontos de interesse mais importante da cidade. Você não pode perder. 

Entretanto, se você já está com problemas com o soroche, ou mal de altitude, vá com calma. São mais de 500 metros acima de Bogotá.



Aqui valem algumas dicasele fica lotado de fiéis e peregrinos aos domingos e, por razões de segurança, não recomendamos visitas após o pôr-do-sol. Se quer visitar a Igreja, chegue antes do final do dia, pois ela fecha às 17h00.



Não somente a vista é inspiradora, como também há também ótimos restaurantes.

Um dos seus destaques é a linda Via Sacra, que retrata as últimas passagens de Jesus Cristo até a sua Crucificação.



A subida do cerro pode ser feita de teleférico, funicular ou a pé, esta última não recomendada durante a semana devido à maior incidência de assaltos.

Os horários de funcionamento são os seguintes:

Teleférico
Segunda-Sábado: 12h00-00h00
Domingos: 06h30-18h00
Feriados: 12h00-06h00

Funicular
Segunda-Sexta: 07h00-11h45
Sábado: 07h00-14h00
Domingos: 06h30-17h30
Feriados: 06h30-14h00

Pagamos COP16.400 (US$8.41) pelo tíquete ida e volta de funicular.


Zona T

É a principal região de Hotéis e Restaurantes da cidade, como o Andrés DCÓtimo lugar para terminar sua noite ou mesmo a sua viagem por Bogotá.




Acompanhe outras publicações da nossa viagem pelo ChileColômbia e Peru.




#Colombia #Bogota

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...