domingo, 15 de junho de 2014

Bogotá, capital da Colômbia - Dicas gerais

A capital da Colômbia é uma daquelas cidades que a gente pensa um monte de vezes em conhecer, mas fica naquela dúvida: "será que é seguro?", "tem o que ver por lá?", "e vale à pena?".



Pois descobrir Bogotá e a alegria do povo Colombiano foi uma das surpresas mais gratas da última viagem que fizemos. 

E a resposta para nossas dúvidas são sempre muito positivas: é seguro, tem MUITA coisa para conhecer e vale muito à pena ir para lá.

Não viaje sem conferir nossas dicas!



Veja também o roteiro detalhado do que fizemos em Bogotá.


Um pouco de história

O planalto de Bogotá já era habitado por um dos mais desenvolvidos povos pré-colombianos muito antes da presença dos colonizadores espanhóis: o povo MuiscaE foi perto da antiga capital muisca, conhecida como Bacatá, que Gonzalo Jiménez de Quesada fundou a cidade nomeada de Santa Fé de Bogotá em 6 de agosto de 1538.

Em 1550 a cidade passou a ser governada a partir de Lima, na época nomeada capital do vice-reino do Peru até que em 1717 foi nomeada Virreynato de la nueva Granada, abrangendo os territórios atuais da Colômbia, Panamá, Equador e Venezuela.

Foi apenas em 1821 que seu nome passou a ser apenas Bogotá durante o Congresso de Cúcuta. Além de ter seu nome reduzido, a cidade foi nomeada também capital da Gran Colombia.

Um de seus episódios mais sangrentos ficou conhecido como El Bogotazo. Ocorreu em 9 de abril de 1948 quando o líder popular Jorge Eliécer Gaitan foi assassinado e a cidade acabou mergulhada em revoltas que acabaram espalhando destruição e mortes.

Outro evento negro marcante ocorreu em 6 de novembro de 1985 quando as guerrilhas do movimento revolucionário M-19 invadiram o Palacio de Justicia e fizeram mais de 300 reféns.

Felizmente os últimos anos têm sido muito positivos para a cidade, tanto na queda das taxas de violência quanto no seu desenvolvimento, o que a coloca fortemente como uma dos centros de atração turística do nosso continente.

Confesso que ao chegar ao país, sentimos uma certa frieza do pessoal da alfândega e do aeroporto, mas a impressão se desfez assim que saímos de lá. O povo colombiano é muito simpático e orgulhoso do seu país. Hoje entendemos de onde vêm tantas cores nas ruas colombianas: vêm da alegria que eles carregam no coração.


Quanto tempo ficar

As principais atrações da cidade ficam relativamente concentradas no Centro, mais especificamente no histórico bairro La Candelaria.

Recomendamos que você permaneça no mínimo 3 dias na cidade para poder conhecer suas principais atrações com calma, sem estresse nem pressão. 

Um dos dias você irá para Zipaquirá conhecer a imperdível Catedral de Sal, o segundo dia será integralmente gasto no bairro La Candelaria e o Cerro Monserrate, e o último irá conhecer as atrações do norte da cidade onde fica a moderninha Zona T (também conhecida como Zona Rosa, entre Carreras 12 e 13, Calle 82Ae a Zona G.



Como se localizar


As avenida e ruas da Colômbia se cruzam como um tabuleiro e se chamam Carreras (Cra) e Calles (Cll).

Os endereços são: Cra Cll-número. Por exemplo, se você ouvir um endereço como "tercera com seis, numero 11", ele se escreve "CRA 3 no. 6-11" e quer dizer Carrera 3 após o cruzamento da Calle 6, casa número 11.

Em Bogotá, as carreras vão na direção norte-sul e a numeração cresce à medida que você segue para o oeste. As calles seguem na direção leste-oeste e a numeração cresce à medida que você caminha para o norte.


Onde ficar

Esta é uma pergunta cuja resposta irá depender basicamente do tempo que você deseja permanecer na cidade.

Se seu tempo é curto, não exite em ficar próximo ao Centro histórico da cidade, mais especificamente no La Candelaria, pois o trânsito da cidade é caótico, apesar do sistema de transporte coletivo transmilenio. O bairro concentra as principais atrações do centro histórico da cidade e onde você encontrará seu patrimônio arquitetônico e cultural mais bem preservado. Fica localizada ao sul da Av. Jiménez entre as Carreras 1 e 10.


Para quem tem mais de dois dias na cidade, recomendamos que fique nas proximidades da Zona T, mais ao norte da cidade. O bairro tem a maior e melhor disponibilidade de hotéis da cidade, além dos seus melhores restaurantes, bares, lojas e vida noturna.

No nosso caso, como iríamos ficar apenas dois dias, escolhemos o Hotel BH Bicentenário, localizado na CRA 4 16-03, no bairro La Candelaria. Fizemos nossa reserva através do Booking.com e a nota do Hotel na data da publicação deste post é 9,1



Nós concordamos com a avaliação dos demais hóspedes do hotel, pois o quarto em que ficamos era muito amplo, confortável e novo, tal qual o restante do hotel. A sua decoração é bastante agradável, toda a sua equipe é muito atenciosa e, mesmo que não seja farto, o café-da-manhã é suficientemente variado. Recomendamos!


Vistos, vacinas e saúde

Se você é brasileiro, não é necessário visto, apenas um documento com foto recente ou passaporte válido.

Não é obrigatório tomar vacinas para viajar para a Colômbia, mas requer atenção se você vai para regiões próximas à floresta. Nós tomamos vacina contra febre amarela e levamos um bom repelente, afinal um pouco de precaução não faz mal a ninguém.

Em relação à comida, não tivemos nenhum tipo de problema.

Entretanto, lembre-se que aqui você estará a 2.600 metros de altitude, mais que suficiente para o maldito soroche, ou mal de altitude, dar a sua cara. Se vai ao Cerro de Monserrate seu problema vai aumentar para 3.250 metros. Para quem habita ao nível do mar como nós, sentir só cansaço é lucro, portanto, cuidado com os exageros!


Dinheiro


A moeda colombiana é o peso colombiano e seu símbolo é o COP. Estão disponíveis notas de COP1000, 2000, 5000, 10000, 20000 e 50000. As moedas estão disponíveis em COP20, 50, 100, 200 e 500.



Troque apenas o necessário no aeroporto, pois há uma considerável diferença nas demais casas de câmbioNa oportunidade, conseguimos COP1.950,00/US$ e COP770,00/R$ fora do aeroporto, enquanto os valores pagos no aeroporto eram de COP1.910,00 e COP650,00 respectivamente. Isto vale tanto para Bogotá quanto para Cartagena.

Uma forma fácil de conversão de real para peso colombiano é dividir por 1.000 (tirar 3 zeros) e multiplicar por 1,2. Então se você quer saber quanto vale COP10.000, use este raciocínio: COP10.000*1,2/1.000 = R$12,00.

A Colômbia cobra imposto para quem passa menos de 2 meses no país e não apresenta o formulário de isenção (para estrangeiros). Você precisa pegá-lo no balcão da aeronáutica antes de fazer o check-in na saída do país.



Obs.: Alertamos que todas as cotações aqui informadas são pertinentes a março/2014, portanto é importante que o leitor verifique novamente na data de sua viagem.


Transporte

Se você acha que o trânsito no Brasil é louco, prepare-se para o caos. Vimos carros cruzando de um lado para outro sem a mínima cerimônia, fechando cruzamento, atravessando sinal vermelho etc. Entretanto, apesar do buzinaço por qualquer coisa, há uma grande diferença: não se vê ninguém brigando ao volante.

Em relação ao transporte público, o Transmilenio já foi tido como modelo, mas o que vimos foi um sistema de transporte esgotado, com ônibus abarrotados de gente nos horários de pico e vários relatos de assaltos.

O melhor aqui é mesmo pegar um táxi, pois eles são baratos. O ruim é que o trânsito de lá deixa a impressão que se você fosse a pé chegaria mais rápido. É horrível! Ah, prepare-se também para emoções fortes. Você vai se sentir numa montanha russa.

Há cobrança de sobretaxa para as viagens para o aeroporto ou nas chamadas por rádio. Nós gastamos COP44.000 do aeroporto para La Candelaria na chegada de madrugada e COP25.000 na ida para o aeroporto no horário da manhã (usamos e fomos bem atendidos pelo Radio Taxi Aeropuerto, telefone 420-26-00).

Outra recomendação importante é não pegar táxis na rua. Prefira sempre chamar os radio-táxis, especialmente à noite. Peça o telefone na recepção do seu hotel. 

Se você tem o orçamento apertado, certamente vai andar num dos símbolos da Colômbia: as busetas. Os pitorescos micro-ônibus parecem estar por toda parte.



Segurança

Não tivemos problema com segurança em Bogotá, porém nos chamou a atenção que a portaria dos hotéis na Candelaria possui arma de fogo e a sua entrada permanece fechada à noite. Não sei se é herança de tempos recentes mais sombrios ou se é precaução mesmo. O certo é que, apesar de algumas informações contrárias, não sentimos segurança no centro da cidade após o fechamento do comércio. Apenas um dos recepcionistas do hotel nos pareceu mais sincero e nos alertou a não sair da via onde passa o Transmilenio após às 19h00.

Por falar nele, ouvimos relatos de problemas de batedores de carteira nos ônibus do sistema, mas isso não é novidade em lugar nenhum do mundo. Transporte público requer cuidado extra onde quer que você esteja.

Outro lugar que requer cuidado é o Cerro Monserrate. A regra básica é voltar antes do anoitecer e não se afastar à leste da avenida por onde passa o Transmilenio.

O mesmo não se diz da
Zona T. Andamos à noite com muita tranquilidade e sem nenhuma sensação de desconfiança.


Veja também o roteiro detalhado do que fizemos em Bogotá.

Acompanhe outras publicações da nossa viagem pelo ChileColômbia e Peru.




#Colombia #Bogota

2 comentários:

  1. Olá... Excelente o blog. Estou aprendendo muito.
    Pego férias na 1º quinzena de janeiro.
    Gostaria de viajar pra Bogotá logo no início do ano... dia 1 ou 2 de janeiro.
    Mas tenho receio de encontrar muitos locais fechados por se tratar de virada de ano e tal...
    Ainda mais que 1º de janeiro é um domingo.
    Será que a partir de 2 de janeiro as atrações da cidade estarão funcionando?
    Inclusive a catedral de sal..
    Penso em ficar 4 dias na cidade.

    Obrigado
    Alan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Alan, obrigado pelos elogios.
      Há risco de encontrar lugares fechados na virada do ano em qualquer lugar do mundo que você vá, mas a partir do dia 02 tudo volta à normalidade, ainda mais em janeiro que é mês de férias e de muito sol para nós da América do Sul.
      Se você deseja viajar antes da virada do ano, sugiro que não crie expectativas de encontrar as atrações abertas no dia 01. Por outro lado, poderá experimentar uma experiência diferente da que estamos acostumados no Brasil.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...