sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Andrés DC, Bogotá

Esse post foi especialmente difícil de escrever, pois não se iluda: nenhum lugar que conheça é parecido com os restaurantes da rede Andrés Carnes de Res de Bogotá, capital da Colômbia. Mas tentaremos lhe dar uma idéia do que seja essa explosão de cores e excentricidade, sentida até na apresentação de sua culinária simples, mas deliciosa.


Se preferir curtir a noite em Bogotá, há vários lugares com música ao vivo. Afinal, é uma cidade de noite bem agitada. Mas, para nós, essa foi a melhor opção: o bar/restaurante/boate Andrés DC possui uma estrutura surpreendente com segurança e até um elevador particular.




São 4 andares com uma decoração em cores quentes, caótica e surpreendente, cujos ambientes representam um “paraíso urbano” decorado com itens religiosos e pagãos.


Cada andar remete à obra “Divina Comédia”, de Dante Alighieri. Assim, o primeiro andar retrata o Inferno e possui tons em roxo e vermelho, com um mural enorme feito em mosaico e decoração bem sexy, cheia de luminárias em formato de corações.


Ficamos no ambiente que remete à Terra, com um toque rural, muita madeira e elementos de fazenda, animais (bem a cara dos demais restaurantes da rede). Em uma das paredes, a imagem do Sagrado Coração de Jesus ao lado de um de boi com o coração vermelho como a imagem santa. E no meio, na parte mais alta, a bandeira da Colômbia feita de metal. Visual incrível, com a travessura da rede Andrés Carne de Rés.


Acima, era o salão do Purgatório, um lugar de paquera e onde bandas de música se apresentam tarde da noite. Na verdade, é o onde acontece a balada. Deve ser por isso que o teto é cheio de luminárias em formato de corações alados! Basta subir as escadas, seguindo o gigantesco móbile de borboletas... Nada é discreto aqui.


Já o último andar era onde fica o ambiente do “Céu” (claro), com um enorme salão que tanto era usado como boate à noite, como servia também de espaço para as crianças brincarem no horário do almoço. Temos de reconhecer a criatividade. Não houve um momento sequer que não encontrássemos um detalhe interessante. É um lugar de entretenimento também visual.


O serviço é perfeito para o lugar: chegamos sem reserva e por isso tivemos de esperar um pouco no bar. Foi o tempo de curtir o ambiente. Assim que uma mesa foi liberada e sentamos, uma atendente nos entregou o cardápio e perguntou se era a nossa primeira vez no lugar, de onde éramos etc., anotando tudo em uma caderneta. Logo pensamos: “alguma coisa vai acontecer”... 

Outro “detalhe” é o ENORME cardápio, todo ilustrado e repleto de opções em suas sessenta e cinco páginas. Isso mesmo, 65! Impossível descrevê-lo nesse post, então sugerimos dar uma olhada no sítio deles para entender e se supreender.

Para beber, pedimos uma cerveja indicada pelo garçom. Aprovada no sabor e no visual caprichado.


Escolhemos um coquetel muito comum na América Latina Espanhola - Pisco Sour – feita com pisco, suco de limão, gotas amargas (?), xarope e clara de ovo. Alguns dizem que é um coquetel de origem chilena, outros, peruana. Mas a verdade é que provamos na Colômbia e estava delicioso! É uma bebida tão conhecida quanto a caipirinha brasileira.


Nossa amiga pediu um suco de frutas vermelhas. Como aconteceu no Andrés Express, da cidade de Chía, o suco veio em uma tigela com canudo. Parece que aqui nada é comum...


De entrada, o garçom nos sugeriu o Patacón com Queso y Hogao (porção de massa de bananas verdes assadas e cobertas com queijo, acompanhadas com um molho de vegetais refogados) e Papa Criolla (porção de batatas típicas dos Andes, com casca passadas na manteiga).


Como éramos 4 pessoas (nós e um casal de amigos), escolhemos um prato que servia 4 a 5 pessoas: Posta de Punta de Anca – 650g de carne bovina, bem macia e coberta com fatias de bacon, acompanhada de salada com guacamole e uma porção de purê de batatas gratinado em uma vasilha de barro. Monta-se os ingredientes sobre as tortillas (parece pão sírio, mas é feito de milho). Como havíamos dito antes, uma comida muito simples, mas de um sabor maravilhoso.


Quando menos esperávamos, chega uma banda com um animador que nos dá faixas de honra e nos desafia a mostrar o ritmo do Brasil.


Com samba no pé, ganhamos uma coroa de papel e mais uma surpresa, dentre tantas desta noite.


Na saída, pare um momento pra curtir a lojinha no primeiro andar. Mesmo que não vá comprar nada porque a mala já está muito cheia e pesada (nosso caso), vale a pena ver os itens fabricados pela oficina que fica na cidade de Chía.


Não há dúvidas, é um lugar divertido e “muy loco”, onde o profissionalismo do pessoal em receber os clientes vem embalado com muita alegria e criatividade.

Foi, sem dúvida, a cereja do bolo de um país que nos encantou, por sua cultura, por suas cores, seu artesanato e, acima de tudo, a alegria do seu povo. Amamos a Colômbia e, mais ainda, o Andrés DC.

Ah, ele fica localizado em uma galeria à calle 82 entre as carreras 12 e 13, no centro comercial El Retiro


Maiores informações visite o sítio do restaurante.


Acompanhe outras publicações da nossa viagem pelo ChileColômbia e Peru.




#Andresdc #Bogota #AndresCarnedeRes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...