domingo, 17 de fevereiro de 2019

Serra Gaúcha: Gramado

A Serra Gaúcha é nosso destino da vez! Esta região é muito especial pra quem curte viajar, afinal qual lugar do Brasil oferece ótima gastronomia (com vinhos e espumantes locais de qualidade!), museus, parques, balada, cultura colonial, zoológico, turismo rural, atrações para a criançada e ainda de quebra uma estação de esqui artificial?!? Só falta mesmo uma praia pra ser perfeita, mas aí também já seria covardia.


Nesta primeira publicação iremos falar das atrações de Gramado. Ainda vem muito mais por aí. Bora?




Gramado inicialmente foi colonizada pelos portugueses a partir de 1875, logo depois vieram alemães e italianos. O resultado acabou sendo uma cidade com forte influência europeia, mas sem perder as tradições naturais dos gaúchos.

O nome da cidade teve origem no final do século XIX quando servia de passagem para os tropeiros que tocavam o gado pela serra. Lá encontravam um "gramado" (ou "pasto" em espanhol) que servia de descanso para revigorar a tropa.

Em 1954 Gramado foi emancipada do município de Taquara, mas apenas na segunda metade dos anos 80 começou a desenvolver seu potencial turístico. Atualmente é uma das maiores estrelas do setor no país.

Se você quiser mais informações sobre como chegar, gastronomia, compras onde ficar, sugerimos que leia nosso Manual Básico da Serra Gaúcha.



ROTEIRO


Pra poder aproveitar melhor o que a região oferece, sugerimos um roteiro de seis dias que dividiremos em cinco publicações:

Dia 1: O centro de Gramado
Dia 2: Parques de Gramado
Dia 3: Estrada das Hortênsias
Dia 4: Canela
Dia 5: Rota italiana e vinícolas
Dia 6: Outras atrações

Aqui falaremos dos dois primeiros dias deste roteiro. É o que consideramos o básico para uma viagem à Serra Gaúcha.


Dia 1

Se você estiver de carro, vale procurar uma vaga na rua da Rodoviária, pertinho de onde começaremos o passeio. Porém, sugerimos que este dia seja feito a pé, pois as atrações são próximas.

Iniciamos na Praça das Etniasum lugar simbólico para a história da cidade e uma justa homenagem à sua miscigenação alemã, italiana e portuguesa.



Aqui você pode conhecer a Casa do Colono que representa a herança cultural alemã. Além da arquitetura da construção ser muito bonita, eles vendem pães, cucas e outros quitutes naturais da região. São fabricados lá mesmo (leia mais detalhes no final da publicação). Bora começar o "regime" de engorda?



Depois conheça um pouco das tradições italianas no Memorial Casa Italiana. Olha a nonna cozinhando pros netinhos!



A casa tem objetos originais dos colonos italianos que viveram na região no final do século XIX. São utensílios de uso pessoal, móveis e até as ferramentas que utilizavam na agricultura. Apesar da explanação da guia ter um lado comercial (vende pacotes de turismo), se você gostar de história, vale à pena ouvi-la com atenção e perguntar bastante.

Em seguida, vamos conhecer a Casa Portuguesa. Como na italiana, há objetos que remetem à história do seu povo na região, mas, infelizmente, não são permitidas fotos no seu interior. Ela é a casa branca na praça.



Atravesse a rua e dê uma paradinha pra tirar fotos na Rua Torta. Ela fica bem próxima da Praça das Etnias. É uma versão (bem menor) da Lombard Street em San Francisco, EUA. Lembra de longe, bem longe, mas lembra. kkkkkk



Nossa próxima parada é um dos pontos imperdíveis de Gramado: o Mini MundoMesmo tendo sido construído numa escala 24 vezes menor que os lugares originais, sua perfeição e realismo são de cair o queixo. Até as plantas dos monumentos são iguais. Gente, fala sério, olha o detalhe das pessoas nas ruas!


Cansou? É hora de caminhar mais um pouco. Vamos seguir até a Av. Borges de Medeiros pra conhecer as atrações do centrinho. A primeira é bem calórica: o Mundo do Chocolate Lugano. Vá sem culpa.



Além de loja e café, a Lugano montou uma exposição muito legal feita de chocolate. Eles construíram réplicas de alguns dos lugares mais conhecidos mundo afora, como o Cristo Redentor e a Torre EiffelDá pra acreditar? São mais de 200 peças distribuídas em 3 mil m2!

Depois de sucumbir ao pecado da gula mais uma vez (serão muitas!), vamos conhecer a Igreja Matriz de São Pedro.



Sua construção em pedra foi finalizada na década de 1940. Não deixe de observar os vitrais com passagens de São Pedro ao lado de Jesus ...



... e as estátuas dos apóstolos na frente a igreja. Esta é uma das regiões mais bonitas da cidade. Tudo é muito perfeitinho.



Um pouco mais adiante, vamos conhecer o Palácio dos Festivais, sede da mais importante premiação do cinema do país.



Em 2018, o Festival de Cinema de Gramado chegou à sua 46a. edição. Seus vencedores recebem uma estatueta, o Kikito, que representa o Deus da Alegria. Logo na entrada tem uma representação gigante do troféu com seu sorrisão.



Como ninguém vem pra cá pra fazer regime, vamos experimentar as delícias da Casa da Velha Bruxa (fica bem pertinho do Palácio dos Festivais). Eles têm crepes, tortas, sorvetes, waffles ... tudo pra fazer a felicidade de qualquer guloso. A casa é propriedade da fábrica de chocolate Prawer.

Por falar em comida, a Rua Coberta ("coberta" mesmo! kkkk) fica pertinho de onde estamos. Além de bonita, ela tem ótimos (e caros) restaurantes. Bem legal pra curtir uma noite romântica (se seu orçamento permitir, é lógico).

Foi lá que conhecemos o Campello. Além de bom de conversa, ele fez uma caricatura muito doida da gente. Pode até não ter ficado tão parecido, mas valeu pelo papo. O que você acha? Ficamos parecidos com a caricatura?




Dia 2

Nosso segundo dia será dedicado aos parques. Recomendamos que seja feito de carro devido às distâncias.

A primeira parada será num lugar muito legal para prática de esportes, passeios a pé ou até um piquenique. Pra quem vai com crianças, tem também passeio de pedalinho. Estamos no Lago Negro. 



Imagine que tudo começou com um grande incêndio em 1942. Por iniciativa de Leopoldo Rosenfeldt, foi aberta uma grande fenda numa vertente d'água para debelar o incêndio. E não é que a tal vertente acabou formando um lago? Como a vegetação havia sido praticamente toda destruída, ele trouxe mudas de árvore da floresta negra da Alemanha e as plantou no entorno. Daí veio o nome do lago. Entendeu? Ah, quase esquecíamos: as hortênsias azuis enfeitam o verão e as azaleias, o inverno.

Nossa próxima atração traz um pouco do sul da França para a Serra Gaúcha: o 
Le Jardin Parque de Lavanda. A principal floração ocorre de outubro a dezembro, mas há flores durante o ano todo.

O parque nasceu em 2006 como fruto do sonho do casal Jorgito e Patrícia. Além dos jardins, ainda tem café e lojinha. Dá pra sair de lá cheio de produtos pra deixar a vida mais perfumada.

Sem perder tempo, vamos direto para a próxima parada: o Gramado Zoo. Vale dizer que somos suspeitos pra falar de zoológicos, pois nós temos paixão por conhecê-los (e já fomos a muitos).



Este lugar é bem especial porque eles tentam reproduzir ao máximo o habitat original dos animais. Outra coisa legal é que os animais que chegam ao zoológico são todos da fauna brasileira, por isso não espere encontrar elefantes nem girafas, pois não originais do Brasil. A maioria é proveniente de apreensões do tráfico de animais ou maus-tratos. Muitos chegam bastante machucados e só são liberados quando estão plenamente recuperados. É possível também chegar bem pertinho da bicharada. Tudo com bastante segurança, é lógico.



Nesta última visita, a sorte nos ajudou e conseguimos ver um lobo guará. Por ser um animal de vida noturna e bastante arredio, não é comum ele ser visto. O Zoo Gramado oferece passeios noturnos exatamente para se poder observar animais notívagos.

Tem também a calçada da fauna, com premiação do Kikito para as principais "categorias". Quem será que ganhou o prêmio de mais veloz?



Terminamos nosso dia num dos lugares mais legais para conhecer a história e as tradições da região: o Parque Gaúcho.


O parque fica bem próximo ao zoológico (a bilheteria é a mesma e há transporte entre os dois de segunda a sexta-feira). Eles contam de maneira bem didática sobre a agricultura/pecuária, ferramentas utilizadas, gastronomia, vestuário etc., tudo sobre a história do povo gaúcho desde as primeiras ocupações. Pode-se ainda montar num cavalo crioulo ou dar uma volta numa carreta de bois (ambos pagos por fora).



Vai ser difícil, mas se ainda sobrar um tempinho e estiver com crianças, visite a Aldeia do Papai Noel. Tem renas, bosque, museu de brinquedos, casa do Papai Noel, além de uma linda vista do Vale do Quilombo. Dizem que o "bom velhinho" vem pra cá quando está de saco cheio do frio do polo norte.


Pra terminar, gostaríamos de fazer uma homenagem a quem nos acompanhou em nossas andanças por mais de 3 anos: Lara, nossa filhaApesar de entender que ela fez sua última viagem por determinação de Papai do Céu, foi muito difícil voltar a escrever sem ela. Bolotinha sempre será nossa maior inspiração.






Informações importantes

CENTRAL DE INFORMAÇÕES
Endereço: Av. Borges de Medeiros, 1647, Gramado-RS
Horário: Diariamente das 09 às 19 hs.
Fone: (54) 3286-1475.

Casa do Colono
Endereço: Praça das Etnias, Gramado-RS
Horário: Segunda a sexta-feira das 09 às 12hs e das 13h30 às 18h30
Sábados e domingos das 09 às 18h30
Feirinhas aos sábados das 07 às 12hs.
As cucas e pães são produzidos às quartas, sextas, sábados e domingos
Fone: (54) 3036-0389.

Minimundo
Endereço: Rua Horácio Cardoso, 291, Gramado-RS
Horário: Diariamente das 09 às 17 hs.
Fone: (54) 3286-4055
Entrada: Adulto R$36,00 e meia R$18,00 (crianças de 3 a 15 anos e idosos a partir de 60 anos). Crianças menores de 3 anos não pagam

Mundo do Chocolate Lugano
Endereço: Av. Borges de Medeiros, 2497, Gramado-RS
Horário
Domingo a quinta-feira 09h30 às 20 hs
Sexta e Sábado 09h30 às 21h30
Fone: (54) 3295-5973
Entrada: Adulto R$35,00 / Infantil ou idoso R$28,00
Pode-se também comprar combos com entradas para o Ice Bar e do Rasen Bier. As entradas antecipadas são vendidas no sítio Hello Gramado
E-mail: mundodechocolate@chocolatelugano.com.br

Igreja Matriz de São Pedro
Endereço: Av. Borges de Medeiros, 2.659, Gramado-RS
Horário: Diariamente das 07h30 às 21hs.
Fecha para manutenção nas primeiras e terceiras segundas-feiras do mês
Fone: (54) 3286-1187
Entrada: Grátis.

Palácio dos Festivais - Cine Embaixador
Endereço: Av. Borges de Medeiros, 2.697, Gramado-RS
Fone: (54) 3286-1058
Entrada: Grátis.

Casa da Velha Bruxa
Endereço: Av. Borges de Medeiros, 2.738, Gramado-RS
Horário: Diariamente das 11 às 22hs.
Fone: (54) 3286-1551

Lago Negro
Endereço: Rua A. J. Renner, bairro Lago Negro, Gramado-RS
Horário: Aberto 24 hs.
Os pedalinhos funcionam diariamente das 08h30 às 18hs.
Fone: (54) 3295-2195
Entrada: Grátis (exceto para andar nos pedalinhos).

Le Jardin Parque de Lavanda
Endereço: Rodovia RS-115, 37.700 (saída para Taquara)
Fone: (54) 3286-4280
Horário: Terça a domingo das 09h30 às 17h30
Entrada: R10,00 (a partir dos 7 anos).

Gramado Zoo e Parque Gaúcho
Endereço: Rodovia RS-115, Km 35 (via Taquara)
Fone: (54) 3421-0800 e 99154-8861
Horário: 09hs às 18h30 (bilheteria até às 17hs)
Preço: Inteira R$66,00 (16 a 59 anos) / Meia R$33,00 (3 a 15 anos e a partir dos 60 anos) / Menores de 2 anos não pagam
Estacionamento R$10,00
Zoo noturno R$90,00 (necessário agendamento)
Veja nosso Manual Básico da Serra Gaúcha para saber como comprar ingressos promocionais
E-mail: agendamentos@gramadozoo.com.br / sac@gramadozoo.com.br

Aldeia de Papai Noel
Endereço: Rua Bela Vista, 353, Gramado-RS
Horário: Todos os dias das 09 às 17 hs
Preço: Crianças (2 a 12 anos) R$26,00 / Adulto R$39,00 / Idosos R$19,00 / Menores de 2 anos não pagam.



#borapralacomigo #serragaucha #gramado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários serão publicados assim que forem verificados pelo moderador..
Muito obrigado!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...