quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Paço do Frevo, Recife

Nosso Pernambuco tem uma riqueza cultural enorme, mas nada supera o centenário frevo como identificação do estado pelo Brasil afora. O frevo é sem dúvidas uma das mais importantes manifestações culturais do estado, está registrado no IPHAN como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil e foi até reconhecido pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade

Com toda essa importância, o frevo merecia um espaço de divulgação permanente para preservar e engrandecer a sua história. Eis então PAÇO DO FREVO!



Na realidade o PAÇO DO FREVO é muito mais que um museu, é também um centro de referência, documentação e de atividades de preservação do frevo, sem dúvidas um dos maiores orgulhos do povo pernambucano.


A visita

Ao entrar no 
PAÇO DO FREVO você tomará de cara um tremendo choque visual. Aliás, tal qual no carnaval de Pernambuco, estímulos visuais é uma coisa que aqui tem de sobra. 



pavimento térreo é coberto de paredes vermelhas em homenagem ao calor do nosso carnaval. Vários monitores exibem vídeos com depoimentos dos seus principais personagens, todos com seus nomes espalhados pelas paredes.  

É aqui que funciona também o Evoé Frevo Café, onde podemos tomar um bom café orgânico, esquecer do regime e saborear deliciosas guloseimas. Curiosamente elas têm o nome dos passos do frevo.



Matou a fome? Então é hora de começar a visita (e de queimar umas calorias). 

Depois de passar na catraca do museu, o sentimento é o de quem entrou num túnel do tempo. Ele inicia num corredor com a história do frevo desde o início do século XX. Há registro dos fatos relevantes de cada ano com uma ligação direta à história da nossa dança mais popular. 



A linha do tempo continua numa sala repleta de relógios com a hora em diversas cidades do mundo. As paredes têm espaço para cada um escrever com giz a sua parte nesta história. Detalhe para o livro vermelho com a história do carnaval desde a descoberta do Brasil por Portugal em 1500.



primeiro andar é o lugar da escola de música e do estúdio de gravação aberto para músicos profissionais e amadores.



Seguimos direto para o segundo andar. É aqui onde ficam as salas reservadas para aulas de dança e oficinas de maquiagem e confecção de adereços. 



O andar reserva também espaço para uma justa homenagem ao lugar onde nasceu o frevo: o bairro de São José

A sala "São José, territórios do frevo" conta como tudo começou. Um mapa atual no chão faz um paralelo entre o que foi o bairro tempos atrás e o que é hoje. Vídeos e áudios ajudam a contar essa história. 



Há até uma reprodução de uma de suas ruas numa sala ao lado.



Chegamos enfim ao terceiro andar e auge da visita: a Praça do Frevo



O grande salão é um verdadeiro caleidoscópio multicolorido. Vale à pena andar pelo espaço sem pressa, curtindo cada detalhe. Observe os estandartes dos blocos e troças de frevo sob o chão de vidro, e as paredes cobertas de fotos de novos e antigos carnavais. 



Outro espaço bem legal, mas que pode passar desapercebido, é o Glossário do CarnavalMesmo que você seja fanático(a) pelo carnaval pernambucano, tenho certeza que vai cair em alguma pegadinha. Tem palavra que nem sabíamos que existia!



Bem ao lado do elevador, terminamos o passeio em duas salas de projeção. Ambas contam um pouco mais sobre o frevo, uma delas com histórias de personagens famosos e a outra ensina os passos da dança. 





Programação cultural

O PAÇO DO FREVO organiza várias programações artísticas durante o mês. A primeira delas é o arrastão do frevo. O cortejo formado por agremiações de frevo arrasta os foliões pelas ruas do bairro do Recife todo primeiro domingo do mês.

Outra manifestação importante ocorre toda quinta-feira quando a Praça do Frevo (último andar do Paço) é tomada pela quinta no paço. O evento promove apresentações dos mais diversos grupos ao som do frevo.

Toda sextas-feira ao meio dia é a vez das apresentações de novas leituras instrumentais no espaço Evoé Frevo Café. É a hora do frevo!

Há ainda ensaios abertos ao público conforme agenda prévia. 

centro de documentação e pesquisa oferece também vários eventos voltados para os pesquisadores, além de disponibilizar material para os interessados.

Para os corajosos que desejam se aventurar nos passos do frevo, há uma escola de dança com cursos regulares de frevo para crianças e adultos.

escola de música oferece aulas de canto e de prática de orquestra de frevo (obviamente).



Nós tivemos o prazer de assistir a uma apresentação do grupo Flauta de Bloco com maravilhosos arranjos para flauta doce de vários ritmos pernambucanos.

Confira a programação atualizada de todos os eventos no sítio do museu.



Localização

O prédio escolhido para o PAÇO DO FREVO foi onde funcionou a antiga sede da Great Western Telegraph Company, empresa inglesa pioneira na implantação de telégrafos no Brasil. O belo edifício foi construído em 1908 com inspiração no renascimento italiano, mas foi abandonado em 1973. A reforma foi concluída em 2014 e o prédio de 1.733 m2 foi reaberto como um dos melhores lugares para se visitar na capital pernambucana. Passeio imperdível!

O local do museu não poderia ser mais propício: a Praça da Alfândega, no coração do bairro do Recife. A praça é um dos epicentros do carnaval recifense, onde todas as nossas manifestações culturais têm espaço garantido. Nada mais justo.




Outras informações

Preço da visita: R$6,00 (meia entrada para estudantes e maiores de 60 anos)
Terça feira grátis
Localização: Praça do Arsenal da Marinha, s/n, bairro do Recife
Horários de visita
Terça, quarta e sextas-feira das 09h às 18h
Quintas-feira das 09h às 21h
Sábado e domingo das 12h às 19h
Fechado às segundas-feiras
Agendamento de visitas guiadas: agendamento@frevo.org.br 
Internetwww.pacodofrevo.org.br
Contato: (81) 3355-9527.



#Pernambuco #Recife #Frevo #Pacodofrevo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...