domingo, 8 de outubro de 2017

A impressionante Mesquita/Catedral de Córdoba, Espanha

Se realizar um sonho antigo já é algo maravilhoso, então imagine fazer isso na companhia das duas pessoas que você mais ama. Pois foi neste clima de viagem em família que conhecemos a Mesquita/Catedral de Córdoba, na Espanha.



Dentre toda a história e beleza da Andaluzia, este foi um dos momentos mais marcantes da nossa viagem pela Espanha.


BORA PRA LÁ COMIGO?



Chegamos à Córdoba à noite e a Mesquita/Catedral já estava fechada. Mesmo assim não resistimos e fomos logo conhecê-la. Ela estava lá, imponente como sempre esteve nos seus mais de 1000 anos de existência.

A história da Mesquita/Catedral iniciou por volta do ano 600 com a construção da Basílica de São Vicente. Sobre suas ruínas (é possível visitá-las no subsolo), o Emir Abderramán I construiu a Mesquita no ano 785 (!). 



Na manhã seguinte, a primeira visão que tivemos da sua área interna foi do Patio de los Naranjos. Além da beleza de seus laranjais, ciprestes e palmeiras, o patio oferece aos visitantes sombra e água fresca. Com o calor que estava fazendo, veio bem a calhar.


Este era o local onde os muçulmanos se purificavam antes de entrar na Mesquita para orar. As fontes foram colocadas após a retomada de Córdoba pelos Cristãos. 

Tanto o acesso à Mesquita/Catedral quanto à Torre Campanário ficam no Patio de los Naranjos. A torre mede 54 m de altura e oferece uma das mais belas vistas da cidade. Ela foi construída no século XVII no local onde existia um minarete muçulmano construído no século X pelo Emir Abderramán III. Sua arquitetura acabou servindo de inspiração para outras mesquitas, como La Giralda de Sevilla.


Dentre tantas portas, a que achamos mais bonita foi a Puerta del Perdónlogo abaixo da Torre Campanário. Ela foi construída pelos cristãos em 1377 e era onde os penitentes eram perdoados.

Finalmente entramos na Mesquita/Catedral. A emoção foi simplesmente indescritível! São 856 arcos de mármore, jaspe e granito nas cores terracota e branco. A visão dos arcos é algo hipnotizante.



A área original representa apenas um quinto do que é hoje (14.400 m2!). A Mesquita/Catedral é a terceira maior em tamanho no mundo, mas até chegar a este tamanho e configuração, ela sofreu algumas grandes reformas.  

Do período de domínio muçulmano em Córdoba (711 a 1236), o século X foi o mais marcante para a Mesquita. Sob comando do Califa Alhakén II, foram construídos o Maksura, recinto reservado para o Califa e sua comitiva, e o Mihrab, local de oração dos muçulmanos. Era aqui onde os peregrinos davam sete voltas de joelhos, como rege o Islamismo. As escritas na parede são trechos do Alcorão. Este é o grande tesouro remanescente da antiga Mesquita. 



Ambos foram fabricados por escultores enviados pelo imperador de Bizâncio. O objetivo era imitar os mosaicos da Grande Mesquita de Damasco. Toda esta área foi construída com milhares de pequenos cubos de ouro pesando um total de incríveis 1.600 Kg! 


Após a expulsão dos muçulmanos de Córdoba, a Mesquita foi convertida em templo Cristão. As primeiras intervenções foram a instalação da Capilla Real (fechada para visitações) e da Capilla de Villaviciosa.



Em 1523, com a permissão do Rei Carlos I, foi iniciada a construção da Catedral bem no meio da Mesquita. Há uma lenda que diz que quando o rei viu o resultado lamentou: "vocês destruíram algo único no mundo". Pode-se dizer que ele teve razão no que falou, mas o resultado a transformou em algo mais único ainda, se é que isso seja possível.


Se por um lado a construção da Catedral destruiu a parte central da Mesquita, ela acabou nos presenteando com um dos lugares mais inusitados do mundo. Vale dizer que a obra foi finalizada por completo apenas no século XVIII.


O coro da Catedral também impressiona. Foi construído entre os séculos XVI e XVIII e mostram cenas da Bíblia. O trono episcopal retrata a ascensão de Cristo. Ah, não deixe de observar o belíssimo teto.


As laterais da Mesquita/Catedral também são repletas de capelas cristãs. É difícil até destacá-las, mas não podemos deixar de mencionar a Capilla de Santa Teresa y Tesoro Catedralicio



Terminamos nossa visita "brechando" a Capilla del Sagrario através de suas grades. As pinturas retratam os mártires da cidade.


Uma das coisas mais gratificantes desta nossa viagem foi comprovar que o convívio entre religiões tão diferentes como o Islamismo, o Judaísmo e o Cristianismo foi possível mais de mil anos atrás. Nesta época Córdoba era a capital da Espanha Islâmica e maior cidade do oeste europeu. Conhecer o passado nos faz aprender e evoluir na busca por um futuro melhor.



INFORMAÇÕES IMPORTANTES


Onde ficar

Durante nossa estadia em Córdoba, ficamos hospedados no Eurostars MaimonidesEscolhemos este hotel principalmente pela excepcional localização, bem ao lado da Catedral. Adoramos a escolha, não só por este motivo, mas também pelo atendimento e estrutura do hotel.



Se você pretende chegar de carro, é importante saber que é proibido o trânsito de veículos na região. Entretanto, os hóspedes dos hotéis podem trafegar e não serão multados se deixarem a matrícula do veículo na recepção do hotel.


Horário 

As missas são celebradas de segunda a sábado às 09h30 e às 13h30 nos domingos;
Visita noturna às 20h.
Março a outubro
Segunda a sábado das 08h30-09h30 e 10h-19h;
Domingos das 08h30-11h30 e 15h-19h.
Novembro a fevereiro
Segunda a sábado das 08h30-09h30 e 10h-18h;
Domingos das 08h30-11h30 e 15h-18h.



Preço

Adultos e Crianças de 10 a 14 anos: 10,00 e 5,00 respectivamente;
Segunda a sábado grátis das 08h30 às 09h30;
Torre campanário2,00 (entrada de 30 em 30 min.);
Audioguia3,50;
Visita noturna18,00 (gratuita para menores de 7 anos).


Compra de ingressos

A compra antecipada de ingressos pode ser feita no próprio sítio da Mesquita/Catedral.
A bilheteria fica localizada bem próximo à Puerta del Perdón (abaixo da torre sineira). Foi bem rápido comprar nossos ingressos na bilheteria. Há também caixas automáticos.



Sítiowww.catedraldecordoba.es



#borapralacomigo #espanha #cordoba #catedralcordoba #mesquitacordoba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...