domingo, 29 de maio de 2016

Kahal Zur Israel – a primeira Sinagoga das Américas

É incrível como a ocupação holandesa em Pernambuco (1630-1654) deixou marcas tão fortes na história do estado, mesmo tendo durado tão pouco tempo. Algumas dessas marcas estão bem vivas até hoje. 


Em Recife um dos lugares que nos oferece o privilégio de poder conhecer um pouco mais desse período é a SINAGOGA KAHAL ZUR ISRAEL (Congregação Rochedo de Israel” em hebraico). Foi aqui que funcionou a primeira Sinagoga das Américas entre os anos de 1636 e 1654. É uma das preciosidades da Rua do Bom Jesus, a antiga Rua dos Judeus, bem no coração do Recife Antigo

Bora pra lá comigo?



Antes de conhecer a Sinagoga, é importante saber que durante o domínio holandês Pernambuco abrigava uma grande comunidade judaica em fuga da Inquisição na Europa. Em 1645 a população judaica no estado correspondia a 50% da população branca (1450 pessoas). Aqui eles gozavam de privilégios jamais alcançados em lugar algum.



derrota da Holanda para Portugal significou muito mais do que uma importante perda territorial, pois ela pôs fim também à liberdade religiosa vivida aqui até então. A população holandesa, boa parte judia, foi obrigada a escolher entre se converter ao Catolicismo, ser expulsa do país ou viver na clandestinidade e correr o risco de ser entregue à Inquisição. Parte dos que decidiram ir embora fundaram a primeira comunidade judaica de uma das cidades mais importantes do mundo na atualidade: Nova Iorque.


Iniciamos o passeio pelo andar térreo. Se você gosta de história, não perca uma das coisas mais legais da visita à Sinagoga: painéis com os fatos ligados à comunidade judaica de 1500 até o período holandês, com especial atenção à perseguição sofrida após a perda da guerra contra os portugueses.


Veja também parte do piso e paredes originais do século XVII, além de alguns artefatos encontrados durante a recuperação do prédio. 



Uma das maiores provas da existência de uma antiga sinagoga no local foi a descoberta de um Bor, poço cuja função é fornecer água corrente ao Mikve (utilizado nas cerimônias de purificação). 


A visita continua no andar seguinte com uma exposição sobre a vida dos que fugiram da Europa para o Brasil no século XX e fundaram a Companhia de Teatro Ídiche do Recife. O teatro foi uma das manifestações culturais mais importantes da comunidade que veio viver aqui a partir do início do século XX.


Nossa visita continua no Salão de Orações


A disposição do salão foi fruto de pesquisas realizadas em sinagogas sefarditas (de origem ibérica) e em residências holandesas construídas no Recife. A localização da arca com o Torah, o livro sagrado do Judaísmo, fica bem de frente ao púlpito e este em direção ao nascente. Tudo como manda a religião.

Aproveite sua visita e deixe seu bilhete com um pedido preso nas paredes da Sinagoga.


O último andar do prédio é ocupado pelo Centro de documentação, com atividades culturais de preservação da memória judaica.


Arquivo Judaico

O Arquivo Histórico Judaico de Pernambuco funciona desde 2001 no mesmo edifício da Sinagoga e é responsável pela gestão da memória da imigração judaica para Pernambuco. 


Seu acervo aborda os mais diversos acontecimentos históricos do Brasil e do mundo desde o século XVI. Está à disposição de toda a comunidade.


Informações importantes

Endereço: Rua do Bom Jesus, 197/203, Recife Antigo, Pernambuco, Brasil
Fone: 81 3224-8351
Horário de funcionamento
Terça a sexta-feira das 09h-16h30;
Domingo das 14h-17h30;
Fechado às segundas-feiras
Preço dos ingressos: R$10,00 inteira e R$5,00 meia entrada (estudantes, professores e idosos acima dos 60 anos).



#Pernambuco #Recife #KahalZurIsrael 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...