sábado, 10 de janeiro de 2015

Forte de São João Batista do Brum, Recife

Dando continuidade à nossa série sobre os pontos turísticos de Recife, Capital de Pernambuco, chegamos ao Forte de São João Batista do Brum, mais conhecido como Forte do Brum



A preservada construção histórica é testemunha dos conflitos entre holandeses e portugueses pelo domínio da Região Nordeste no final do século XVI e início do século XVII.



Percebam que a sua arquitetura é muito parecida com a do Forte das Cinco Pontas, sobre o qual publicamos em novembro/2014. Programe uma visita conjunta aos dois em meio dia (ficam a uma distância de 2,9 Km um do outro).


História

Durante seu conturbado período colonial, a Capitania de Pernambuco foi alvo de diversos ataques devido à fragilidade de sua costa e à riqueza gerada pela produção de açúcar, algodão e pau-brasil. O pior ataque foi obra do pirata James Lancaster em 1595, tendo permanecido por 34 dias em Recife enquanto pilhava as nossas riquezas.

Em 1629, Portugal enviou Matias de Albuquerque para governar a Capitania pela 2a. vez, e ele iniciou a construção do Forte Diogo Paes no local onde existia apenas uma bateria de sete canhões. Seu objetivo era proteger a entrada do porto do Recife. A obra foi financiada pelo nobre Diogo Paes, rico morador da Capitania.

Infelizmente para Portugal, não deu tempo da construção ser terminada. Em 1630 a Holanda invadiu a Capitania quando existiam apenas os alicerces do forte.

O comandante dos holandeses, Diederik van Waerdemburch, continuou a construção de um novo forte no local chamado de Forte Bryne em homenagem a Johan Bryne, então presidente do Conselho Político de Olinda.

Após a expulsão dos holandeses em 1654, Portugal deu continuidade à construção do que veio a ser denominado Forte de São João Batista do Brum, ou simplesmente Forte do Brum, como é conhecido por aqui. Tal nome é em homenagem à capela de São João Batista, construída no local a partir de 1654.





Em 1817, serviu de abrigo aos refugiados da Revolução Pernambucana.




Destaques

O Forte abriga desde janeiro de 1987 o Museu Militar do Forte do Brum, homenageando o soldado nordestino. É utilizado também para eventos sociais e exposições temporárias. A administração do Forte é feita pelo Exército Brasileiro.



Apesar do número de artefatos ser pequeno, a coleção de armas da 2a. Guerra Mundial é interessante. 



Em outra sala, há também mapas holandeses referentes à época da sua colonização, ...



e até um esqueleto de um soldado da época da invasão.



A sala em homenagem à Revolução Pernambucana de 1817 e à Confederação do Equador apresenta bandeiras históricas e um painel em cerâmica da bandeira pernambucana, elaborado pelo artista Francisco Brennand.







Há ainda uma sala com uma representação do sistema de defesa da Capitania de Pernambuco contra as invasões...



e outra com vários painéis contando um pouco mais da nossa história colonial.



Esta sala é dedicada aos heróis que deram origem ao exército Brasileiro. Para quem não sabe, o dia 19 de abril (dia do exército Brasileiro) foi em homenagem à primeira Batalha dos Guararapes (19/04/1648). Foi quando, pela primeira vez houve unidade entre brancos, índios e negros, liderados por André Vidal de NegreirosFelipe Camarão e Henrique Dias respectivamente. Esta união se deu em prol de um objetivo comum: expulsar os holandeses das nossas terras.


Na parte superior do Forte, encontramos uma exposição temporária sobre a Cultura Afro-Brasileira.






Informações úteis

Endereço
Praça da Comunidade Luso Brasileira, s/n - Bairro do Recife

Referência: Fica localizado no final do Cais do Apolo para quem está saindo do Centro do Recife, logo depois da sede da Prefeitura do Recife



Telefone: 81 3224-4620 / 3224-7559
E-mail: fortedobrum@gmail.com
Horário de FuncionamentoTerça a sexta, das 9h30 às 16h30 / sábados, domingos e feriados, das 14h00 às 17h00
Preço: R$ 5,00

 



Para conhecer um pouco mais das fortalezas que protegiam a Capital Pernambucana na época colonial, não deixe de visitar também o Forte das Cinco Pontas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...