sábado, 11 de janeiro de 2014

Vieux-Montréal

Centre d'Histoire de Montreal
Hoje vamos viajar por um lugar que para nós foi mágico, pois não imaginávamos que uma metrópole do "novo mundo" pudesse ter um centro histórico tão bem preservado e encantador.

Continuaremos nossa viagem no Canadá pela Vieux Montreal, seu lindo centro histórico.



Atrações

Começamos nossa descoberta da região pela belíssima Place d'Armes




A praça, que nas suas origens foi local de batalha dos colonizadores com os índios Iroquois, abriga uma estátua de Paul de Maisonneuve (veja post anterior da cidade) e alguns importantes monumentos históricos. 


Destaque para a belíssima Basilique Notre-Dame, uma verdadeira jóia tanto no seu exterior como por dentro.


Basilique de origem Católica (Jesuíta) e estilo neo-gótico foi construída em 1829 no lugar onde originalmente havia outra menor elevada em 1642, numa época que a cidade era conhecida como Ville-Marie


O mais impressionante é que boa parte dela é de madeira (pinho e nogueira), o que acabou aumentando a gravidade do incêndio ocorrido em 1978 que acabou por destruir a antiga Chapelle du Sacré Cour localizada por trás do altar principal. A capela que você visita hoje é uma reconstrução.


Por falar em altar principal, ele é um dos mais impressionantes que já vi. A mistura de azuis e dourados é simplesmente hipnótico. 


Esqueça do tempo e fique pelo menos uns 30 min. observando seus detalhes e agradecendo a Deus pela graça de poder conhecer uma obra de tamanha beleza.



Não perca o espetáculo de som e luz realizado na Basilique de terça-feira a sábado às 18h30 (com horário extra às 20h30 nas sextas-feira e sábados), mas garanta seu ingresso com antecedência para não correr o risco de não sobrar nenhum. Na época que visitamos o ingresso custava CAD10.


Outros destaques da Basilique são o púlpito (veja os profetas Ezequiel e Jeremias na sua base), as suas torres (vistas de longe) e os seus vitrais.


O órgão foi construído pelo renomado fabricante Casavant em 1891.




Ao lado da Basilique fica um dos edifícios mais antigos da cidade (1685), o Vieux Séminaire, ainda de propriedade dos freis sulpicianos.


Para entender um pouco mais da história da cidade, desça na Rue Saint-Sulpice (na lateral da Basilique) até o cais e visite o interessante Pointe-à-Callière Archeological Museum.




O excelente percurso subterrâneo do museu te mostrará como era a cidade desde os antigos aquedutos e ruínas da Ville-Marie até a Montreal atual.

A 250 metros do Pointe-à-Callière, visite o pequeno, mas interessante, Centre d'histoire de Montreal.




O museu ocupa o antigo prédio do corpo de Bombeiros e abrange desde os primeiros assentamentos indígenas até a era moderna, com ênfase nas relações humanas.


Destaco especialmente o primeiro andar, onde você pode apreciar uma sala de estar entre as décadas de 1930 e 1940 enquanto ouve transmissões de rádio de época ou até conversa por telefone entre dois namorados.


Aproveite que você está próximo ao cais e siga pelo Vieux-Port em direção ao Hôtel de Ville.



O antes decadende Vieux-Port de Montreal foi revitalizado com bastante sucesso ao final da década de 1980 quando foi transformado num harmonioso parque, transformando-se num dos mais bem frequentados da cidade.

E é caminhando por ele que chegamos à linda Place Jacques Cartier.




Como já comentamos no post específico de dicas da cidade, estivemos por lá numa tarde de domingo e encontramos muita gente bonita na rua, além de músicos, caricaturistas e outros artistas de rua.

Aproveite para conhecer o Hôtel de Ville




O prédio construído no estilo da Prefeitura de Tours, na França, foi finalizado em 1878 e reflete o período de pujança da época.

Ainda no Vieux-Port, visite o belo Marché Bonsecours.  




O edifício de fachada neo-renascentista abrigou o Parlamento do Canadá no séc. XIX. Hoje abriga interessantes lojas de artesanado.

Termine o dia num bom restaurante da movimentada Rue St-Paul. Ela é a 
rua mais antiga e certamente uma das mais charmosas da cidade.


Veja a primeira parte da nossa passagem por Montreal no post Montreal (Mont-Royal, Saint-Joseph e Cirque-du-Soleil).

Visite também o resumo das nossas dicas da cidade.

Próxima etapa da nossa passagem por Montreal iremos ao surpreendente Olympic Park.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...