domingo, 22 de dezembro de 2013

Montreal - Dicas

Bonsecours Market - Montreal
Como parte do planejamento da nossa viagem pela Costa Leste do Canadá, preparamos um post especial com algumas dicas importantes para quem vai para Montreal.


Passamos pela cidade duas vezes numa mesma viagem, uma quando viemos de Toronto e a outra vindo de Quebéc já no caminho de volta para o Brasil.

Se você tem dúvida de onde ficar, prefira as proximidades da Vieux Montréal, pois ela concentra várias atrações e você terá transporte fácil para as demais. No caso de não poder ficar na região, observe se há estações de metrô ou ônibus próximas do seu local de hospedagem.

Na primeira ficamos no Le Dauphin Montréal Centre-Ville. O hotel fica bem próximo do Palais des Congres e tem excelente avaliação (8,7 no Booking quando escrevi este post). Se não fosse a pobreza do café-da-manhã, não teríamos ressalvas em relação a ele.

Já na segunda vez, ficamos no Hotel Chateau Saint-Marc (nota 8,3 no Booking quando escrevi o post). Na ocasião o hotel me despertou sentimentos bem diferentes, tanto de satisfação pela atenção do proprietário e da sua funcionária (só vimos uma!) e dos mimos incomuns em hotéis da sua faixa de preço (entre os quais, cafeteira, máquina de gelo e chinelos), quanto negativa pela decoração exagerada e dificuldade de acesso ao andar superior (subimos duas escadas, uma das quais estreita e em caracol). Na época, o proprietário nos falou que estava fazendo reformas para corrigir os problemas que apontamos. A localização não é tão boa quanto a do primeiro, mas também é conveniente.

Uma boa dica de bares e restaurantes é a Rue Saint Paul localizada na Vieux Montreal, bem próximo à Prefeitura (cruza a Place Jacques Cartier). Você aproveita a conhece um pouco mais da alegre vida noturna da cidade. Mesmo que você não escolha um restaurante da Rue Saint Paul, há muitas outras opções ao longo da Place Jacques Cartier. Em uma tarde de domingo, encontramos vários artistas de rua, pintores, músicos, caricaturistas e muita gente bonita caminhando pela região.

Recomendo que adquira o Carte Musées Montréal com opção de transporte. Quando escrevemos este post o passe de três dias custava CAD80.00 por pessoa com direito à entrada livre nas principais atrações e a transporte pela rede STM. Apesar de disponível para compra pela Internet, não acho necessária a compra antecipada, pois você o encontrará com facilidade nos postos de informações (há um na esquina da Place Jacques Cartier com a Rue Notre-Dame).

Você deseja adquirir as entradas das atrações de forma avulsa? Então compre apenas o passe de transporte público. Há ótimas opções com desconto. Visite o sítio do STM (Société de Transport de Montréal) para maiores informações. O sítio apresenta também o mapa do metrô da cidade, muito prático para ajudar a se locomover na cidade.

Se pretende visitar a cidade no mês de maio, não perca o 
Festival Musique de Chambre Montréal. Em 2014 eles estarão na sua 19a. edição. Quando estivemos por lá tivemos a oportunidade de assistir a um divertidíssimo show de comédia de um pianista e um violinista clássicos (Igusdesman & Joo) na Église St-George. Eles fizeram paródias de músicas de filmes e diversas situações engraçadas (inusitado, não?).

Se pretende visitar a cidade no verão, não perca o maravilhoso espetáculo La Magie des Lanternes no Jardin Botanic quando lanternas orientais são espalhadas por este que é o terceiro maior jardim botânico do mundo. Iremos falar mais sobre ele.

Basilique Notre-Dame de Montréal oferece espetáculo noturno de som e luz. Compre os ingressos e chegue com antecedência para pegar um bom lugar, pois é bastante concorrido. Veja a agenda no sítio da Basílica. Não se preocupe com o idioma, pois há disponibilidade de audioguias em vários.

Se você pretende assistir ao Cirque du Soleil, compre seus ingressos antecipadamente no sítio oficial do Circo. 

Outro detalhe que recomendamos é que não escolha assentos nas três primeiras fileiras do espetáculo, pois ficará num nível abaixo do palco, o que te obrigará a passar o show olhando para cima e irá tirar parte da beleza das apresentações aéreas. 

Se sua viagem é de compras, visite a região da Rue Sainte-Catherine. Lá você encontrará desde eletrônicos até roupas de grife. Os preços não são tão em conta quanto nos Estados Unidos da América, mas seguramente são bem mais baratos que no Brasil.

Uma ótima opção de espetáculos noturnos é o Quartier des Spectacles. Localizada próximo ao cruzamento da Rue Sainte-Catherine com a Rue Jeanne-Mance (metrô Station Place-des-Arts), é na Place des Arts onde acontecem os espetáculos ao ar-livre da cidade (como o Festival Internacional de Jazz de Montreal). Visite a Maison Symphonique de Montreal e escolha um bom espetáculo para assistir a qualquer época do ano.

Antes da sua viagem, visite o sítio oficial de turismo da cidade. Há muitas novidades sobre o que está acontecendo por lá. Lembre-se que você estará numa cidade riquíssima de cultura e seu povo te receberá de braços abertos.


Veja outros detalhes do Canadá no resumo da nossa viagem pela Costa Leste do Canadá.



2 comentários:

  1. Olá. Estou com umas dúvidas um tanto quanto simplórias... estarei, com minha esposa, em Montreal em setembro/16 e ficaremos no Novotel. Em relação ao retorno dos passeios noturnos (bares,restaurantes) é fácil encontrar taxis? Em relação ao dinheiro, li que é vantajoso fazer o câmbio no Canadá mesmo.. vc concorda? Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Damien, boa noite. Tenho certeza que vocês irão amar Montreal.
      Recomendamos que use (e abuse) o metrô, pois a cidade é muito bem servida dele. Não tivemos problemas para pegar táxi sempre que precisamos.
      Em relação ao câmbio, O ideal seria que você conseguisse a moeda canadense aqui no Brasil para não ter que pagar comissão duas vezes, mas é difícil encontrá-la aqui no Brasil. É mais provável que você precise levar dólares americanos mesmo. Só não recomendamos levar o nosso surrado real, pois ele está bem desvalorizado por lá.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...