domingo, 2 de junho de 2013

Provence (St-Remy, Le-Baux e Arles)



A nossa programação do dia 21/3 na Provence prometia ser muito boa, pelo roteiro e pelo sol que iluminava o dia maravilhosamente.

Hoje vamos falar de três cidades muito características da região, St-Remy-de-Provence, Les-Baux-de-Provence e Arles.



Nossa primeira parada foram as ruínas de Glanum em St-Remy-de-Provence
Construídas no 3o. século a.C., dão uma visão de uma verdadeira cidade romana, com banhos, forum, mercado, templos e casas.




Veja também ao lado do estacionamento do Glanum o arco triunfal e o mausoléu conhecidos como Les antiques.


Próxima cidade do dia foi a mágica Les Baux-de-Provence

Esta cidade de pedra fortificada fica localizada no alto de uma montanha e é uma das mais visitadas na França.

Habitada por pouca gente, diz uma lenda antiga que foi habitada por bruxas e gnomos. A verdade é que a cidade foi residência na Idade Média de poderosos senhores feudais até 1632 quando Luís XIII ordenou sua destruição por ela ter se tornado uma fortaleza protestante. 

Uma ótima dica para adoçar o dia são as lojinhas de doces espalhadas nas ruas de Les Baux. Elas são um convite. Não deixe de aproveitar a oportunidade para comprar calissons, biscoitos, torrones e delícias do gênero. As lavandas se fazem muito presentes também.




Percorrendo as ruas da cidade chegamos a Église-St-Vincent datada do séc. XII. Ao lado dela fica a Chapelle des pénitents blancs. A vista do vale na frente da igreja é incrível.




Bateu a fome? Então uma boa dica gastronômica é a Hostellerie de la Reine Jeanne, logo na entrada de Les-Baux, onde almoçamos muito bem.

Outros pontos de interesse muito importantes são Le Château des Baux e a Cathédrale d'images.

Não entramos no famoso Château por culpa de uma grupo grande de turistas da "boa idade" que chegou momentos antes de nós. Confesso que desisti por pura pressão dos meus companheiros de viagem e com um grande aperto no coração. 

Visite o sítio da cidade para maiores detalhes.


Saímos de Les Baux em direção a Arles.

Ainda com a arena de Nîmes na cabeça, fiquei um pouco decepcionado com Les Arènes de Arles, mas tenho certeza que não falta de mérito dela, e sim pela qualidade da primeira.





Visite também o Théatre Antique, antigo teatro para 12.000 pessoas que por ter sido usado por séculos  como fonte de material de construção não restou muita coisa, mas mesmo assim impressiona.




Visitamos em seguida a Église St-Trophime, construída entre os séculos 11 e 12, possui magníficos claustros românticos e góticos. Muitas das estátuas quebradas no seu interior foram decapitadas durante a Revolução Francesa.





Nosso jantar foi novamente em Avignon na boa pizzaria Les Brasserie des Arts.


Na próxima semana comentarei sobre o último dia na Provence, quando desbravamos nossa cidade base Avignon e fomos a festeira Aix-en-Provence


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...