sexta-feira, 14 de junho de 2013

Carcassonne


Dia 23/3 amanheceu frio e chuvoso, mas era hora de pegar a estrada novamente. 

Desta vez para um percurso mais longo: 575 km. até Bordeaux com uma parada prevista um pouco antes da metade do caminho na impressionante cidade medieval de Carcassonne. 


Um pouco de história

Conhecida como a vila medieval mais bem preservada da Europa, apesar da restauração ambiciosa executada no século 19. São mais de 3 km. de muros e 52 torres que começaram a ser erguidos há mais de 2000 anos e que permanecem até hoje praticamente idênticos ao original. Perder-se dentro dela é inevitável e um prazer.

Na realidade são duas Carcassonnes, uma murada, medieval, localizada no alto de uma montanha e conhecida como "La Cité", e outra na parte de baixo, conhecida como Bastide Saint-Michel e de construção mais recente (iniciada no século 13), onde mora a imensa maioria de sua população.

Não perca tempo na cidade mais "moderna" e vá direto para a cidade murada.


Onde parar e comer

Se estiver de carro, há várias opções de estacionamento perto da Porte Narbonnaise, que foi por onde começamos nosso passeio, mas antes disso tivemos três micos:

Primeiramente paramos num estacionamento longe da Cité com chuvisco e frio, quando minha mulher insistiu que não dava pra ir caminhando, por isso preste atenção na dica acima

Outro problema foi o horário porque chegamos por volta das 15h00 e os restaurantes fora da área turística são fechados a esta hora. Quando achamos o local certo para parar, havia somente um restaurante e estava fechando. Pelo menos ele nos deixou gentilmente ir ao banheiro. 

Depois veio o terceiro mico: o cachorro do dono do restaurante se aproximou do meu cunhado e ele começou a brincar com ele, o que não tem nada de errado se ele não estivesse com luvas de lã. Acho que ficaram mais pelos de cachorro nas luvas do que lã propriamente dita.

Nossa esperança era encontrar algo pra comer dentro da cidade. Achamos nossa salvação no Bistro Fruit, excelente dica gastronômicaonde abdiquei de experimentar um cassoulet para comer um crêpe de forno (gratinado numa travessa com queijo em cima). Delicioso!

Estômago satisfeito, iniciamos nossa caminhada pela cidade. 


Principais atrações 

Porte Narbonnaise: entrada principal da Citè, era protegida por duas torres construídas em 1280, duas grades levadiças, dois portões de ferro, fosso e uma ponte também levadiça.



Chateau Comtal: construção mais marcante da cidade, construída no século 12, é uma típica fortaleza medieval que foi centro de poder da região por muitos séculos. Não perca seu museu arqueológico.



Basilique Saint-Nazaire: catedral romântica e gótica construída no século 11, conhecida por muito tempo como a "jóia" da cidade. Observe os vitrais em torno do altar e a famosa pedra do cerco que mostra o cerco à cidade feito pelos cruzados em 1209.



Museu da Inquisição: para quem gosta do gênero, tem instrumentos de tortura e artefatos diversos.

- E a última e principal recomendação: caminhar, caminhar, caminhar....... 


Para mais detalhes, visite o sítio da cidade.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...